Como cuidar da cicatriz da cesárea? Veja algumas dicas aqui

O bebê chegou e, com ele, uma marca que não foi possível evitar. Ok, valeu à pena! Então, aprenda hoje como cuidar da cicatriz da cesárea para sua recuperação ser nota 10 e minimizar o aspecto dela.

É preciso seguir uma rotina de cuidados. Eles vão além da renovação estética rápida e segura. A cicatrização adequada também vai garantir que o corte não signifique um problema de saúde.

O corte da cesariana é feito no chamado baixo-ventre, a área horizontalmente um pouco debaixo da marca do biquíni.

Os pontos geralmente são retirados até dez dias após o parto; já a cicatrização da pele demora de 10 a 14 dias.

Com um detalhe: o processo todo de “amadurecimento” da cicatriz pode levar até dois anos. Mais uma razão para não descuidar dela. Portanto, fique atenta:

Observe o corte no abdômen com frequência e, ao notar vermelhidão, sensação de calor nele, líquido vazando, e tiver febre, procure logo o médico, mesmo que aparentemente esteja cicatrizando bem.

Repouso é fundamental para evitar consequências desagradáveis, principalmente nas 2 primeiras semanas, as mais importantes.

E lembre-se: além do corte, seu útero estará voltando ao tamanho normal. Ocupar-se apenas do bebê é a melhor dica.

Complicações devido esforço físico provocam abertura parcial ou total do corte. O que leva a problemas estéticos e formação de cicatriz hipertrófica ou com queloide.

Higiene – lave o local com água e sabão, não esquecendo de secar bem após a limpeza. O vento frio do secador de cabelo pode ajudar. E nada de creme sobre o corte!

Alimentação – deve ser rica em fibras. Consuma mais frutas, legumes e comidas com pouca gordura. Eles auxiliam na cicatrização. Ah! E beba muita água para ajudar a pele a se recuperar mais rápido.

Tira de silicone – é um acessório que permite melhor hidratação, pois, com a cesárea, a cicatriz que fica não pode mais contar com glândulas sebáceas, responsáveis pela hidratação natural da cútis.

Depilação – espere até 60 dias para fazer depilação na cicatriz da cesariana se costuma fazer com cera, e se não houver qualquer complicação no corte.

Já com a lâmina, a eliminação dos pelos pode ser feita um pouco antes, mas sempre com bastante cuidado.

Saiba ouvir os sinais seu corpo – entre 15 dias e um mês depois da cesárea, é possível retornar à algumas atividades, como dirigir, por exemplo.

Mas se o abdômen doer, pare imediatamente. A dor é um aviso, um freio do organismo para mostrar que chegamos ao limite e que ainda estamos em fase de recuperação. Evite a abertura do corte e a formação de hérnias.

Não tenha pressa para retornar à academia – com trinta dias, é liberada a caminhada. Os abdominais precisam esperar entre 2 e 3 meses, porque a parte do músculo que foi cortada demora mais tempo para cicatrizar.

O ideal é aguardar o médico dizer quando você estará apta a fazer cada uma das atividades. A recuperação pode variar de mulher para mulher.

Cuidado com o sol – a região da cicatriz necessita de, no mínimo, 6 meses de proteção total antes de ser exposta aos raios solares. Caso contrário, a coloração dela corre o risco de ficar muito escura.

Dados do Ministério da Saúde revelam que a cirurgia cesariana já representa mais de 84% dos nascimentos no Brasil na rede particular e 40% no sistema público. Ou seja, muito acima do máximo de 15% que recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Se você faz parte dessa estatística, dê atenção ao pós-operatório para que haja uma cicatrização perfeita dos tecidos, tanto interna quanto externamente.

Cuide-se e até breve!