Confira dicas de amamentação que fazem toda a diferença

Amamentar é um gesto de amor e ainda garante mais saúde à criança pela vida toda. Confira hoje dicas de amamentação para deixar o seu baby mais forte e feliz!

• Barulho na boca da criança durante a mamada é sinal de que algo está errado. Não podem acontecer estalos na língua ou som similar ao de um beijo.

O correto é ruído de sucção e deglutição. Do contrário, tire o bebê do seio e recomece. Persistindo o som inadequado, mude de posição.

• Dor é indício de pega incorreta. Amamentar não deve doer. Troque a posição, lembrando de sempre trazer o bebê até o seio, nunca o contrário.

• Hidrate-se! Mantenha sua garrafa de água quando for dar de mamar, pois o processo causa muita sede. O corpo precisa repor o líquido perdido no aleitamento. O ideal é tomar pelo menos dois litros por dia, especialmente de água ou água de coco.

• Mamilo rachado ou machucado não é normal – significa que o bebê não está mamando do jeito que deveria. O erro é que ele geralmente deixa a língua no mamilo, comprimindo-o contra o palato, deixando no local o aspecto achatado.

Assim, o leite não sai adequadamente, surgem lesões e, na maior parte dos casos, a criança não ganha peso. O recomendado é tentar novas posições; não há necessidade de interromper o aleitamento.

Quanto à cicatrização, o recomendado é passar o próprio leite materno nos mamilos várias vezes ao dia. E ainda: manter o local seco, ficando o máximo de tempo possível sem sutiã ou protetores.

Quinze minutinhos de banhos de sol ou de luz por dia podem ajudar, bem como pomadas específicas. Mas fique atenta ao sol, pois elas são feitas com óleo e podem manchar a pele.

A dica caseira é aplicar chá de camomila frio nos seios. A bebida tem efeito calmante e cicatrizante.

• Mamilos invertidos ou planos não são motivos para desespero. A pega correta é com a boca do neném em toda a aréola, não apenas nos mamilos.

Em muitos casos, o estímulo da lactação provoca a projeção do mamilo para fora naturalmente. Se quiser prevenir, use conchas preparatórias desde a gestação, mas somente com orientação especializada.

Já está amamentando? Tente posições diferentes ou ordenhe um pouco antes de oferecer o peito.

• O bebê continua chorando mesmo quando você oferece o peito regularmente? Pode ser a pega incorreta– e, consequentemente, menor ingestão ou pouco leite. Então, beba mais água, alimente-se de forma saudável; descanse nos intervalos das mamadas.

Não desista da amamentação, pois a sucção faz o organismo liberar mais ocitocina que, por sua vez, eleva a produção de leite.

• Observe a necessidade do seu filho – os intervalos devem ser feitos de forma que ele não fique faminto na hora de mamar, pois o baby tende a ficar mais estressado e pode não mamar corretamente.

Por exemplo: você costuma acordá-lo e trocar a fralda antes de amamentar e ele sempre chora? Ofereça o peito primeiro e deixe a fralda para depois.

• Prepare-se para o momento – escolha antes um local calmo, arejado, sem muitas interrupções. Procure ficar relaxada, entregue completamente ao momento de conexão com o bebê.

Estresse e pressa causam tensão, que é passada para a criança, e o aleitamento pode não ser bem-sucedido.

• Saiba que praticamente 100% do sucesso da amamentação depende da pega correta.

Funciona assim: o corpo do bebê deve ficar voltado ao da mãe, barriga com barriga; a cabeça dele permanece em posição mais alta, no nível do seio; lábios bem para fora, queixo próximo da mama, bochechas bastante redondas.
Ele precisa abocanhar o máximo da aréola, nunca só o bico.

As dicas de amamentação de hoje não são complicadas e fazem uma baita diferença na vida de mãe e filho. Com paciência e atenção, você consegue. Amor já tem de sobra…

Boa sorte e até breve!