Espermograma: o que é e quando precisa ser feito

O foco principal do planejamento de uma gravidez acaba sendo a futura mamãe, por razões mais do que óbvias. Porém, a fertilidade do homem também é um ponto importante e avaliado por meio do espermograma, um exame que candidatos a papais devem fazer.

Mas não é nenhum bicho de sete cabeças, ok? Espermograma é um exame feito em laboratório e verifica a qualidade do sêmen de acordo com padrões definidos pela Organização Mundial da Saúde. A análise é realizada através de amostra coletada pelo homem na masturbação.

Também é chamado de citologia seminal, estudo da morfologia espermática, análise do sêmen ou contagem espermática. Ele pode ser pedido após um exame clínico e não tem periodicidade para ser feito.

O espermograma mostra o aspecto do material ejaculado, assim como a quantidade e as condições dos espermatozoides, ajudando a mapear a fertilidade masculina. Às vezes até aponta para outros fatores da saúde reprodutiva, tais como o funcionamento da próstata.

espermograma

Serve, ainda, para medir as quantidades de leucócitos, as células de defesa do nosso corpo, no esperma, além de compostos como ácido nítrico e frutose.

O exame da fertilidade do homem é solicitado quando há uma condição física, genética ou imunológica capaz de mudar as condições do esperma e, portanto, interferir na capacidade de gerar filhos. É o caso, por exemplo, dos casais que estão tentando engravidar e no pós-cirúrgico de vasectomia.

O que é analisado no espermograma:

• Coloração
• Concentração de espermatozoides
• Liquefação (o tempo que o material leva para ficar líquido)
• Morfologia dos gametas (características físicas das células reprodutoras)
• Motilidade (capacidade de locomoção) espermática total e progressiva
• pH do sêmen
• Viscosidade
• Vitalidade espermática
• Volume

Tudo para diagnosticar se os espermatozoides têm condições de chegar com vida ao óvulo nas trompas da mulher após o sexo.

Mas não precisa ficar desanimado se o resultado do primeiro espermograma não for satisfatório em algum aspecto, pois ele não é definitivo. É normal o médico pedir dois, com 15 dias de intervalo entre os procedimentos.

Se os resultados forem parecidos, o diagnóstico é fechado; havendo alguma diferença, é solicitado um terceiro exame de espermatozoides. É essencial não deixar nenhuma dúvida.

Confira as instruções de coleta para realização do espermograma:

• O ideal é colher o material depois de 2 a 5 dias de abstinência sexual. Não pode haver ejaculação nem mesmo durante o sono ou por masturbação.
• A coleta é feita em frasco ou placa de petri estéril de boca larga, objetos estes fornecidos pelo laboratório.
• Se, por algum motivo especial, ela precisar ser realizada em domicílio, deve haver autorização prévia do laboratório, que deverá passar todas as instruções e o frasco adequado.
• O passo a passo da coleta inclui lavagem rigorosa das mãos e do pênis com água e sabão neutro comum; enxágue total e secagem completa.
• Ao abrir o frasco, a tampa deve ser acomodada virada para cima. Não deve haver toque no frasco ou na tampa por dentro deles. O paciente deve fazer todo o possível para não contaminar o lado de fora do recipiente.
• Não pode ser usada camisinha ou lubrificantes (naturais ou artificiais) durante a coleta, que deve ser feita por masturbação.
• O recomendado é ejacular completamente dentro do frasco, não perdendo nenhuma parte da amostra. O primeiro jato é o mais importante, já que traz a maior parte dos espermatozoides.
• Tampe bem o recipiente ao terminar.
• Nas coletas em domicílio, mantenha o frasco junto ao corpo para conservar a temperatura do material. Ou providencie um recipiente térmico e leve o frasco até o laboratório imediatamente.

E boa sorte!
Até breve com muito mais conteúdo!