Mecônio: saiba tudo sobre o primeiro cocô do bebê!

O que é mecônio? Você já ouviu falar nessa substância estranha que sai do seu bebê recém-nascido? Pois aqui você irá saber tudo sobre o mecônio, o que ele é, se ele é perigoso, algumas curiosidades, e o que é normal nos primeiros cocôs do seu bebê recém-nascido.

Mecônio: O primeiro cocô do bebê

Você notou um cocô bem preto e um pouco esverdeado quando foi trocar a fralda do seu bebê recém-nascido pela primeira vez? Fique tranquila (o), isso é mecônio, uma substância pegajosa, semelhante ao alcatrão, que gradualmente encheu os intestinos do seu bebê durante sua permanência em seu útero, e embora a aparência do mecônio seja um pouco estranha, é perfeitamente normal que essa substância saia do seu bebê. Na verdade, quando o mecônio aparece nas fraldas do seu bebê recém-nascido isso é um bom sinal, já que agora você sabe que os intestinos do seu bebê estão fazendo seu trabalho corretamente.

O que acontece após o mecônio?

Em algum momento após as primeiras 24 horas, quando todo o mecônio for colocado para fora por seu bebê, você verá fezes de transição, que são amarelas esverdeadas, moles, e com uma textura um pouco grossa, e ocasionalmente podem conter muco. Pode até haver vestígios de sangue nesses primeiros cocôs, provavelmente o resultado da ingestão do seu bebê durante o parto, porém, caso o sangue ocorre mais do que uma vez, procure o seu pediatra.

Após três ou quatro dias de fezes de transição, o tipo de alimento que seu bebê está comendo determinará a cor e a consistência de seu cocô – embora isso possa mudar no dia a dia e em relação ao movimento intestinal do seu bebê, e sim, é um pouco complicado entender se o cocô do seu bebê está normal ou não.

O mecônio é perigoso?

Se o líquido amniótico de uma mulher tem a coloração do mecônio, isso pode causar grande preocupação. Se a cor da água é esverdeada, geralmente esta é uma indicação de que o mecônio foi solto pelo bebê recentemente, uma cor amarelada indica que o mecônio foi solto pelo bebê há algum tempo.

A principal preocupação em relação ao líquido amniótico estar contaminado com o mecônio é que o bebê pode aspirar o mecônio, e isso irá fazer mal para os seus pulmões e causar problemas. Como já explicamos aqui, o mecônio é algo comum, e considerado o primeiro cocô do bebê, porém, o bebê deveria soltar o mecônio após o parto, porém, quando isso acontece ainda na barriga da mãe, ocorre a possibilidade da síndrome de aspiração do mecônio.

O que é a síndrome de aspiração do mecônio?

Durante a gravidez, os pulmões dos bebês estão cheios de líquido amniótico e, se houver mecônio, ele poderá entrar nas vias aéreas. Durante o trabalho de parto, se um bebê está gravemente angustiado e falta oxigênio por tempo suficiente, é possível que o bebê expire e injete essa quantidade de mecônio que está ali.

Quando inalado, o mecônio pode bloquear parcial ou totalmente as vias aéreas do bebê, dificultando a respiração e reduzindo a quantidade de oxigênio que recebe o bebê, causando uma irritação química das vias aéreas aumentando a dificuldade respiratória. A infecção dos pulmões é possível nesse caso, assim como a inativação do surfactante pelo mecônio, onde o surfactante é uma substância que ajuda os pulmões a se expandir adequadamente, o que pode trazer problemas futuros.

Seu médico será capaz de notar se houver mecônio no seu líquido amniótico e tomará as medidas de segurança necessária para tal. Em caso de dúvidas, converse mais um pouco com ele sobre esse assunto e lembre-se que os casos em que o mecônio se solta antes do nascimento do bebê não são tão comuns assim.

Cocô do bebê: O que é normal?

O que é normal em relação ao cocô do bebê depende se você está amamentando ou se está alimentando ele com outras fontes. Se o seu bebê está sendo amamentado, seus movimentos intestinais serão frequentemente de cor e consistência de mostarda, às vezes soltos, até mesmo aguados, e às vezes mais grossos e com uma textura mais presente. Se o seu bebê for alimentado com outras fontes de alimento, as fezes geralmente serão moles, mas melhor formadas do que as de um bebê que está sendo amamentado, e de qualquer cor entre o amarelo claro ao castanho amarelado, marrom claro ou verde acastanhado.

6 curiosidades sobre o mecônio

  1. É cocô! Mecônio é um nome extravagante para as primeiras fezes do recém-nascido.
  2. Há cabelo lá dentro: O primeiro cocô que seu bebê faz não contém leite materno ou outros alimentos ainda. Em vez disso, está repleto de materiais que seu bebê ingeriu no útero, como células da pele que foram soltas, muco, líquido amniótico, bile, água, e o cabelo fino e macio que cobre o corpo do bebê enquanto ele está em sua barriga.
  3. É preto esverdeado: O primeiro cocô do bebê é viscoso e pegajoso, grosso e em um tom preto esverdeado (quase totalmente preto), lembrando carvão.
  4. Não há odores: A aparência do mecônio é com certeza desagradável, mas não traz nenhum aroma, o que já é algo a se comemorar.
  5. Não contém bactérias: Acredita-se que as primeiras fezes que saem de seu recém-nascido estão livres de bactérias porque os intestinos ainda não foram colonizados por microrganismos.
  6. Ele não dura muito tempo: Por definição, os primeiros cocôs de um bebê não ficam da mesma maneira por muito tempo. Geralmente, as crianças continuam a soltar o mecônio durante o primeiro dia ou no máximo em dois dias, mas em seguida o cocô passa por cores amareladas.

Agora que você já sabe que o mecônio é simplesmente o primeiro cocô do seu bebê, é hora de ficar tranquila sabendo que caso seu bebê solte o mecônio ainda dentro da sua barriga, seu médico saberá exatamente como proceder. Nos casos onde você já passou pelo parto, o mecônio é uma boa notícia e mostra que os intestinos do seu bebê estão funcionando da maneira correta. Apesar da aparência um tanto quanto estranho do mecônio, ele é algo perfeitamente comum nos primeiros dias de vida do seu bebê.