Seios antes e depois da gravidez; saiba como cuidar

É natural ter mudanças no corpo na gestação. Entre as partes mais afetadas, uma é muito ligada à autoestima, os seios. Saiba o que acontece com eles antes, durante e depois da gravidez. Assim como as melhores formas de reduzir o risco de problemas.

Como escolher o sutiã de grávida

• Prefira o conforto, pois modelo bonito não vai aliviar dores. É possível que você tenha que comprar peças novas devido ao aumento das mamas e do cumprimento geral do seu tórax.

• No começo da gravidez, as opções com fecho mais ajustado são mais recomendadas, para que você tenha espaço posteriormente. Lembre-se que estará “crescendo” nos próximos meses.

• Alças de sutiã também merecem atenção. Se antes os seios eram pequenos e você não precisava se preocupar com sustentação, a história mudou. Agora precisa (e muito!) de alças e base mais largas.

Tops de ginástica podem quebrar um galho, porque são confortáveis e possuem boa sustentação.

Alças largas facilitam a distribuição do peso dos seios por igual nos ombros, reduzindo o impacto sobre a coluna.

Os sutiãs reforçados precisam ser usados na gravidez inteira, dia e noite, para evitar a flacidez, estrias e o famoso leite empedrado (ingurgitamento).

sutia-para-gravidas

Outros cuidados com os seios antes e durante a gravidez

Já tinha o hábito de passar cremes ou óleos nas mamas? Parabéns! Mas, por precaução, converse com seu médico para ter certeza de que não é um produto que possa fazer mal ao feto em desenvolvimento.

Óleo de amêndoas geralmente é liberado. No entanto, se sentir coceira, suspenda seu uso até ter certeza de que não é substância que está provocando o problema.

O ideal é preparar a região antes de ficar grávida com uma boa hidratação da pele. Para auxiliar na regeneração das células e no combate ao envelhecimento, óleos e cremes à base de macadâmia ou manteiga de karitê são os mais indicados.

Eles devem ser aplicados duas vezes ao dia, na forma de massagem rotativa nas mamas. Mas não é recomendado passar hidratantes nas aréolas e nos mamilos.

São cuidados que beneficiam não somente a parte estética, mas a própria amamentação, já que na gravidez as mudanças nos hormônios provocam o crescimento e a ramificação dos dutos mamários, levando ao aumento dos seios.

Resultado: podem surgir saliências, ressecamento dos mamilos e até estrias por causa da quebra das fibras de colágeno e elastina. Além de ficar desagradável esteticamente, a mulher ainda sente desconforto ao dar o seio à criança.

O banho de sol também é bastante indicado para prevenir rachaduras e ativar a vitamina D no corpo, ajudando a fortalecer a pele do mamilo. Isso reduz o risco de surgirem fissuras quando o bebê sugar.

A exposição ao sol deve ser de, no máximo, 15 minutos diários, com os seios completamente à mostra. E sempre antes das 10 horas ou depois das 16 horas, com filtro solar.

Rotina saudável, com atividades físicas e dieta balanceada, faz diferença nas consequências que o corpo experimenta antes, durante e após o parto.

Não podem faltar alimentos tais como o tomate, rico em licopeno, carnes vermelhas, ovos e grãos, que contêm biotina, e frutas cítricas, fontes de vitamina C, um conjunto poderoso para o bem-estar e uma pele mais firme.

As atividades físicas, quando liberadas pelo obstetra, podem – e devem – ser feitas durante a gestação praticamente toda. É mais um aliado na manutenção de uma gravidez tranquila e da beleza das mamas.

Sem dúvidas, a gestação é uma fase de intensa mudança nas curvas femininas. E depois do parto, as mamas continuam sofrendo alterações por causa do período de amamentação. Mas, agora você já sabe como cuidar melhor dessa parte do corpo.

Até breve com mais dicas!