Sintomas de Gravidez: Conheça os principais

Pode parecer algo meio automático, do tipo: “Ah, para as mulheres é completamente natural, não tem como não perceber que está grávida”.

Mas, acredite, no corre-corre diário, muita gente acaba confundindo os sintomas de gravidez – alguns deles lembram os do estresse, da alimentação ruim e até os sinais da TPM. Veja:

Seios sensíveis e inchados

As mamas ficam mais doloridas e aumentadas nas duas primeiras semanas de gravidez. É por causa dos hormônios que estimulam as glândulas mamárias, ou seja, preparam a mulher para a amamentação.

Os mamilos também podem apresentar maior sensibilidade, além de aréola um pouco mais escura devido ao crescimento do fluxo sanguíneo na região.

Inchaço no abdômen e cólica

A fecundação do óvulo provoca aumento da irrigação sanguínea na região pélvica. Então, os hormônios da futura mamãe entram em cena para preservar o embrião, provocando uma espécie de cólica menstrual de intensidade fraca a média.

É a maneira de o organismo dar continuidade à gravidez – e que costuma causar desconforto e uma pequena perda de sangue, normalmente confundida com a menstruação.

O inchaço do abdômen é, sem dúvida, um dos primeiros sintomas de gravidez, sendo favorecido pelas mudanças pélvicas intensas que promovem a adaptação do corpo ao crescimento do útero. No entanto, costuma passar despercebido.

Afinal, uma comidinha que não caiu bem também pode provocar dilatação na área, e o endurecimento da parte abaixo do umbigo só ocorre por volta de sete semanas de gravidez.

Corrimento vaginal rosado

O corrimento cor-de-rosa costuma aparecer minutos após a relação ou até três dias depois do contato íntimo – tempo no qual o espermatozoide permanece vivo dentro do corpo feminino.

A secreção rosa ocorre quando o óvulo é fecundado, resultado do corrimento natural da mulher (muco vaginal) e dos traços de sangue causados pela entrada do espermatozoide no óvulo, e por seu movimento até o útero.

É comum observar tal corrimento durante a higiene após urinar.

Aumento das idas ao banheiro

E por falar em fazer o famoso xixi, o aumento da progesterona impulsiona a frequência urinária, levando, inclusive, a interrupções no sono muitas vezes para ir ao banheiro.

Pele oleosa e acne

Os hormônios também podem levar ao surgimento ou agravamento de cravos e espinhas. Logo nas primeiras semanas de gravidez, a mulher costuma apresentar aumento da oleosidade da pele – nada que uns produtinhos de limpeza adequados não possam resolver, ok?

Cansaço fora do normal

O cansaço fácil está entre os sintomas de gravidez notados logo nas duas primeiras semanas. Ele ocorre devido a alterações nos hormônios e à redução da quantidade de açúcar na corrente sanguínea.

Enjoos e vômitos

Bem, se você não notou até agora, os enjoos e vômitos, principalmente pela manhã, têm tudo para chamar sua atenção, pois são dois dos sintomas de gravidez mais claros. Eles surgem em geral após a sexta semana e podem durar a gestação inteira.

Sono, dor de cabeça e tontura

Com os enjoos e vômitos frequentes, a alimentação fica comprometida. Um fator que, aliado à redução dos níveis de glicose no sangue e à queda da pressão arterial, tem como consequência tontura e sono fora de hora.

Outro desconforto que costuma tirar o sossego das mamães desavisadas é a dor de cabeça, provocada por mudanças hormonais.

Sensibilidade a cheiros fortes

Sabe aquele cheiro de perfume agradável, porém forte, que você costumava sentir sem problema? É muito comum que no início da gravidez a mulher tenha uma aversão a ele.

Mas quando o cheiro é de produtos como gasolina, cigarro ou itens de limpeza, muitas grávidas chegam a vomitar. Um sintoma de gravidez que surge antes das duas semanas de vida do feto.

Como você viu hoje, é fácil confundir alguns sintomas de gravidez com indisposição, estresse, Tensão Pré-Menstrual e vários outros que fazem parte da rotina feminina. Por isso, fique atenta!

Até breve com mais dicas!