Watsu para grávidas: massagem, alongamento e paz dentro d´água

Um terapeuta em piscina pode recorrer a diversas técnicas para reabilitar seus pacientes e/ou proporcionar bem-estar. Watsu para grávidas é uma delas.

Tudo começou quando o criador do método, Harold Dull, resolveu trabalhar com seus alunos de zen shiatsu em água aquecida, lá pelo ano de 1980 na Califórnia, nos Estados Unidos.

Ou seja, ele desenvolveu a técnica juntando práticas de massagem e alongamento do zen shiatsu e água. Por isso, o nome é watsu: wat (water) e tsu (shiatsu).

Se eu fosse resumir em uma frase, diria que é uma ‘terapia integrativa aquática de flutuação em piscina’, cujos movimentos suaves e rítmicos são realizados em temperatura que varia de 34°C a 35°C.

A diferença entre o watsu e outras modalidades orientais é que elas são feitas por meio do contato, enquanto a primeira usa a exploração que a água permite para proporcionar novos níveis de conexão e confiança.

Algo considerado bom tanto para quem recebe quanto para quem realiza o procedimento.

Para as gestantes, a atividade física na água é comprovadamente benéfica, pois ajuda a diminuir a ansiedade, o inchaço corporal; melhora a qualidade de vida e ainda auxilia no parto normal.

Ao investir em modalidades (se é que posso chamar assim) como o watsu para grávidas, as mulheres podem aproveitar as vantagens da imersão em relação ao controle o edema típico da gestação, à diurese, prevenção ou alívio de desconfortos no sistema musculoesquelético, principalmente na região lombar.

Outros pontos positivos são o aumento da capacidade cardiovascular e do gasto energético. Sem contar que, durante o relaxamento e a massagem na água morna, a futura mamãe também estimula seu relacionamento com o filho, proporcionando alegria para ambos.

Quando trabalhado em longo prazo, o watsu para grávidas alivia dores, favorece o aparelho respiratório e contribui para regular o metabolismo.

O que mais o watsu para gestantes pode fazer

O watsu é mais do que um alongamento, é um momento de acolhimento, paz e silêncio. Como se o tempo parasse para a gestante ficar uma sensação agradável de ser carregada nos braços ou de flutuar na imensidão do universo. Algo assim…

Afinal, mesmo a gravidez mais tranquila gera preocupações naturais com a saúde do bebê e da mãe. Uma apreensão constante para que dê tudo certo no final. Impossível não ficar tensa com tantos preparativos, anseios, expectativas e, claro, mudanças hormonais e físicas.

Ao proporcionar um clima de tranquilidade dentro d´água, o watsu para grávidas faz com que a mulher perceba a grandiosidade de ser mãe, a alegria de gerar uma criança. O que está presente em outros momentos, porém, acompanhado de muitos afazeres e demandas cansativas.

Algumas grávidas até dormem durante a sessão de watsu. Outras chegam a sonhar e, ao despertar, ficam com a impressão de que sonharam acordadas, tamanha é a capacidade da terapia de relaxamento.

Mas tudo depende, obviamente, da experiência particular de cada pessoa, da individualidade.

Não existe um número específico de sessões para que a gestante possa ter resultados mais consistentes. Primeiro, é necessário passar por uma avaliação feita pelo terapeuta para que cada caso seja tratado da maneira que precisar. O que inclui observar indicações e contraindicações.

Por exemplo: pode ser uma só sessão com efeitos de curto prazo ou quatro por mês com respostas de curto e longo prazos. Outra possibilidade é praticar o watsu para grávidas uma vez a cada 15 dias.

A técnica costuma ser direcionada às necessidades fisiológicas especificas, tais como alívio de dores nas costas, drenagem de edemas, melhora da respiração curta (fornecendo mais oxigênio para mãe e filho); auxílio no aumento da flexibilidade e amplitude dos movimentos, na circulação sanguínea da mulher e na nutrição do feto.

Gostou? O watsu para grávidas pode ser o que você ou sua amiga gestante tanto procurava para ter mais conforto ao longo dos nove meses de espera. Converse com seu médico!

Até breve…