Wrap Sling para bebê: Saiba como escolher e usar

Levar uma criança de colo para toda a parte poder ser cansativo para as mamães e desconfortável para o filhinho. Conheça hoje o wrap sling para bebê e saiba como transportar seu neném pertinho de você o tempo todo, sem estresse.

O wrap sling para bebê nem sempre é compreendido logo de cara. Muitas mães precisam de um tempo para aprender a usar o acessório do jeito certo. Depois, ele acaba virando uma verdadeira paixão. Ninguém quer desgrudar sling. Aí, é #inlove para todo o lado!

Existem mulheres que passam um tempo até ‘estudando’ o wrap sling para bebê – e não sossegam enquanto não aprendem a usar a peça de forma que não prejudique a criança.

São várias as técnicas de amarração do sling. Uma das amarrações permite que a mulher coloque o sling nela sem estar com a criança. Depois, basta posicionar o bebê dentro dele. É prática assim!

E tem técnica específica para recém-nascido, para criança com mais de quatro meses, amarração em cruz, com o neném posicionado lateralmente… e várias outras.

Veja como usar o wrap sling

Além disso, ele não serve somente para carregar a criança, mas também para deixar as mãos da mãezona livres. No final das contas, é prático, gostoso e mais do que útil para todos, não é mesmo?

Outra vantagem do wrap sling é fazer o neném dormir nele. Isso mesmo! É possível embalar os sonhos do pequenino ali mesmo. Com ajuda do calor do corpo materno e – quem sabe de uma linda canção de ninar-, fica fácil acalmar a criança em crises de cólica, por exemplo.

Depoimentos de mães que eu encontrei na internet citam inclusive o estímulo à amamentação, à produção de leite, graças ao contato corporal entre mãe e filho permitido pelo sling.

Quem usa o wrap sling para bebê defende a segurança do produto, que pode ser utilizado logo, enquanto é recém-nascido. A cabeça da criança fica firme; já as pernas permanecem na posição ideal para evitar displasia do quadril.

Como escolher o melhor wrap sling para bebês?

Não existe exatamente o ‘melhor’, pois a decisão depende muito do tipo de uso. Por exemplo: passeios curtos ou longos? Mas procurar produtos de boa procedência é fundamental. Veja mais dicas para acertar na segurança da criança:

Leve em conta o desenvolvimento do neném

O wrap sling de tecido é indicado até os três meses, porque a criança ainda não sustenta a cabeça. O tecido fornece apoio melhor. Quando o neném tiver maior firmeza, ou seja, depois dessa faixa etária, os pais podem usar outros tipos, como o canguru.

Crianças maiores contam com opção de sentar com as pernas abertas, para fora do sling. Mas atenção: seja qual for o carregador, jamais pendure o seu filho pelos quadris, para não forçar a articulação e prejudicar o desenvolvimento dele.

O recomendado é deixar o baby com joelhos dobrados e flexionados, na altura do quadril. Assim, você evita problemas futuros, quando ele começar a andar.

Verifique a base do carregador (a parte onde o bebê senta)

Ela não deve ser estreita. A largura ideal é importante para permitir que os joelhos e o quadril da criança fiquem na posição correta.

Confira o tipo de tecido

Os de algodão levam vantagem, já que evitam o calor excessivo e a transpiração.

Um detalhe: evite tomar bebidas quentes ou comer algo enquanto estiver segurando seu filho nos carregadores. Evite acidentes!

E ainda: considere até que ponto é bom levar uma criança no sling, o quanto é confortável para ela. Dependendo do tempo que os bebês permanecerem no acessório, pode não ser tão legal assim…

Moderação, hein!

Até breve…